Como é que o surto de coronavírus afeta a indústria de equipamentos pesados?

0

Como os casos COVID-19 continuam a subir na Europa, EUA e no resto do mundo, após o surto na China, a indústria de maquinaria pesada e veículos industriais enfrenta desafios e toma medidas para reduzir o impacto.

Grandes eventos da indústria adiados na Europa devido ao coronavírus

Os primeiros sinais de perturbação e, portanto, as primeiras medidas a serem tomadas foram vistas como grandes feiras e eventos começaram a ser cancelados ou adiados. A feira de equipamentos para a construção civil SaMoTer na Itália anunciaram no final de Fevereiro que adiaram a exposição em Verona, devido ao surto de vírus e a seguir as restrições nacionais durante esse período. Tem novas datas de 16 a 20 de maio.

Photo credit: KHL

Ultimamente, à medida que mais e mais países lidam com um número crescente de infecções por coronavírus, outras feiras foram adiadas. A principal feira de equipamentos de construção da Espanha Smopy originalmente agendada de 1 a 4 de abril foi adiada para 23 e 26 de setembro, pois a Espanha é um dos países mais afetados da Europa no momento em que este artigo está sendo escrito.

A feira de fabricação industrial, automação e logística de Hannover Messe na Alemanha também foi adiada de Abril para 13 a 17 de Julho.

BAUMA China programado para 24 e 27 de Novembro mantém as datas e continua avançar com a organização.

Volvo retira-se da CONEXPO devido a preocupações com vírus

Embora entre as preocupações crescentes nos EUA, a Conexpo, a maior feira de construção da América do Norte, esteja em andamento em Las Vegas, com 100.000 visitantes esperados. A maioria dos expositores está presente, no entanto, algum nomes importantes decidiram não comparecer. O Grupo Volvo anunciou que não trará nenhuma equipa ao evento, colocando a saúde e a segurança dos seus funcionários em primeiro lugar, restringindo as viagens o máximo possível. Eles contrataram funcionários localmente para gerir o seu stand. A Wacker Neuson e a JLG também decidiram não enviar representantes europeus para a Conexpo, enquanto a Liebherr deu a opção aos seus funcionários europeus de viajarem para o show de Las Vegas ou não.

Photo credit: Volvo

Além disso, a Volvo cancelou seu evento de imprensa global pelo maior lançamento de camiões na história da empresa. Em vez disso anunciaram seus modelos atualizados de caminhões, o FH, FH16, FM e FMX, por meio de um webinar online.

Interrupções na cadeia de abastecimento estão a levantar sérios desafios

O surto de coronavírus levou grandes OEMs a começar a tomar medidas para proteger os seus negócios. Com a China estando em grande parte em lock-down no início de 2020, há uma pressão sobre a cadeia de fornecimento de componentes, como muitos dependem d0 poder industrial da China.

Komatsu ofereceu uma actualização durante a Conexpo sobre o impacto da situação coronavírus na sua cadeia de fornecimento e confirmou que as suas capacidades de produção estarão ok ao longo de maio.

A JCB reduziu os níveis de produção nas suas fábricas do Reino Unido por um curto período de tempo devido à escassez de fornecedores chineses e introduziu uma medida temporária de 34 horas semanais para os seus funcionários, mas agora eles estão a voltar ao normal 39 horas por semana, à medida que a China começa a trabalhar lentamente nas fábricas.

Infelizmente, houve casos relatados de grandes despedimentos de trabalhadores da construção civil, devido à desaceleração ou adiamento de obras. Cerca de 50,000 trabalhadores na industria da construção civil em Hong Kong perderam o emprego desde o surto do coronavírus. E esse cenário provavelmente será repetido em vários níveis em diferentes países do mundo, à medida que o vírus se continua a espalhar.

Adaptar os nossos trabalhos à situação atual

Muitas organizações adotaram medidas para reduzir ou colocar completamente a viagem em espera para reduzir os riscos de infecções nos locais de trabalho e escritórios. Trabalhar em casa também foi incentivado por alguns empregadores s.

“Como o negócio da maquinaria industrial pesada é muito internacional, são necessárias muitas viagens e tempo gasto em aeroportos para visitar clientes, fornecedores e colegas de trabalho. É compreensível que algumas organizações decidam reduzir a movimentação de funcionários e limitar riscos. Para profissionais comerciais, de TI, administrativos e de marketing desse setor, a realidade é que, com uma boa ligação à Internet, é possível estar operacional em qualquer lugar. Por enquanto, as pessoas podem usar a tecnologia para se ligarem e continuarem suas missões. Não tentando minimizar esta situação séria, mas uma interrupção na Internet seria muito pior do ponto de vista económico ”, diz Gauthier Dominicy, diretor de marketing Mascus.

Falando sobre tecnologia e on-line, outro bom exemplo de adaptação inteligente da empresa é a Ritchie Bros., a principal empresa de leilões ao vivo do mundo para maquinaria e camiões usados que decidiu realizar os seus próximos leilões na França e na Alemanha apenas online e serão Leilões de duração limitada. Os compradores poderão fazer lances para milhares de itens de equipamento diretamente do seu computador.

Próximo Leilão Ritchie Bros. Leilão em St Aubin Sur Gaillon, França a 17-18 Março – Leilão online de duração limitada apenas (a licitação online começa na Sexta-Feira 13 às 9:00 AM).

Próximo Leilão Ritchie Bros. Leilão em Meppen, Alemanha a 26-27 Março – Leilão online de duração limitada apenas ( a licitação online começa na Quinta-Feira 19 de Março 9:00 AM) .

A indústria de maquinaria pesada está a preparar-se para os efeitos a longo prazo dessa aflição mundial, mas está esperançosa pelos primeiros sinais de recuperação, como a lenta reabertura de fábricas na China. No entanto, a parte difícil apenas começou em países como Itália, França, Espanha, e Portugal onde a atividade do setor é interrompida durante os períodos de quarentena nacional institucionalizada, como na Itália, ou quando as pessoas são convidadas a ficar em casa para limitar a possibilidade de infecção.

Recomendamos que sigam as indicações da Direcção-Geral de Saúde e cumprindo a quarentena se for o caso. A adopção das recomendações poderão ajudar todos a ultrapassar esta situação.

Compartilhar nas redes sociais:
FacebookTwitterLinkedIn

Deixe um comentário

Campos inválidos